Faixa Atual

Título

Artista


Polícia Civil de Vacaria esclarece atropelamento ocorrido em outubro

Escrito por em novembro 30, 2020

Havia marcas de frenagem com extensão de 48 metros

A Polícia Civil, através da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente DPCA/Vacaria concluiu e remete hoje à Justiça o Inquérito Policial que apurou a morte de WesleiI  Oliveira Trindade, 14 anos. O jovem era morador do Bairro Jardim  dos Pampas, ele foi encontrado com vestígios de atropelamento às margens da BR 116 no trecho entre  o Trevo do Ginete e o Trevo  com a Rua Júlio  de Castilhos, dia 14 de outubro, por volta das 03h30min da madrugada.

Havia marcas de frenagem com extensão de 48 metros.

Através dos vestígios de peças que indicavam ser de um caminhão Volvo, cruzamento de informações com a PRF, imagens do monitoramento municipal e, principalmente as imagens de estabelecimentos comerciais, atropelamento foi plenamente esclarecido.

O caminhão Volvo, envolvido no acidente, pertencente a uma empresa de transportes líquidos de Flores da Cunha,  foi localizado no mesmo dia naquela cidade,  apreendido pela Polícia Civil,  e depois de submetido à perícia, liberado.

Segundo a perícia, os danos no caminhão eram compatíveis ao atropelamento, e a velocidade no tacógrafo, no momento do impacto, apontava para 53 Km/h.

O motorista do caminhão compareceu ao interrogatório policial, declarou que escutou um “estouro” e que não percebeu que se tratava de um atropelamento. Indagado, o condutor respondeu que não parou por imaginar tratar-se de tentativa de roubo.   

A conclusão do Inquérito Policial foi de que o motorista não teve culpa no atropelamento, visto que foi o jovem que caminhou de encontro ao caminhão, tornando praticamente inevitável a colisão fatal.

O motorista, de 45 anos, foi indiciado por fuga de local de acidente, pois não se mostrou acreditável que não tivesse visto tratar-se de um atropelamento, mesmo porque as marcas de freadas iniciaram antes da própria colisão.

Informações e Imagens/Polícia Civil de Vacaria


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *