Faixa Atual

Título

Artista


Escrito por em junho 25, 2020

Nuvem de gafanhotos: Ministério da Agricultura declara emergência fitossanitária no RS e em SC

Portaria alerta para adoção de medidas emergenciais nas áreas produtoras dos dois Estados

A Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, emitiu alerta de emergência no Rio Grande do Sul e Santa Catarina devido à chegada de uma imensa nuvem de gafanhotos vindos da Argentina. O anúncio saiu em portaria publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (25). Assinada pela ministra Tereza Cristina, a portaria alerta para a adoção de medidas emergenciais para suprimir a praga. Essas ações devem ser indicadas em ato da ministra.

Conforme a MetSul Meteorologia, informada pelas autoridades Argentinas, na noite de segunda-feira (22) a praga estavam Perugorría, na província de Corrientes, cerca de 200 quilômetros da cidade gaúcha de Uruguaiana. A chegada ao Brasil e a trajetória dependerá muito das condições do tempo

Para se ter uma ideia da voracidade dos insetos a nuvem de gafanhotos pode consumir uma área de pasto na quantidade equivalente a 20 mil bovinos em um só dia. Voando cerca de 150 quilômetros por dia e depositando no solo de 80 a 120 ovos, os animais têm como aracterística o fato de serem migratórios.

 Apesar de não oferecerem perigo à saúde humana, são muito prejudiciais as lavouras. Eles são vorazes pelos alimentos vegetais e colocam em risco, principalmente, as lavouras permanentes de oliveiras, as hortaliças e, eventualmente, as de trigo, aveia e cevada. 

As equipes da secretaria do Meio Ambiente da prefeitura de Uruguaiana, ainda que nenhum registro tenha sido feito no Estado, até o momento, estão monitorando o caso desde que a nuvem avançou pela província de Corrientes, na fronteira com o Rio Grande do Sul.

Pilotos da Aviação Agrícola no Estado já estão em alerta na região para o caso de ser necessário o combate químico dos insetos.

Imagem/MetSul

Confira a declaração da Ministra:

A MINISTRA DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos II e IV, da Constituição Federal, tendo em vista o disposto no Decreto nº 5.741, de 30 de março de 2006, na Lei nº 12.873, de 24 de outubro de 2013, no Decreto nº 8.133, de 28 de outubro de 2013, e o que consta do Processo nº 21000.040518/2020-16, resolve:

Art. 1º Declarar estado de emergência fitossanitária relativo ao risco de surto da praga Schistocerca cancellata nas áreas produtoras dos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, para implementação do plano de supressão da praga e adoção de medidas emergenciais.

Parágrafo único. As diretrizes e medidas a serem adotadas serão indicadas em Ato da Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Art. 2º O prazo de vigência da emergência fitossanitária previsto no art. 1º será de 1 (um) ano, a contar da data de publicação desta Portaria. 

Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

TEREZA CRISTINA CORREA DA COSTA DIAS


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *