Faixa Atual

Título

Artista


25 de julho, Dia do Motorista, conheça um pouco da vida do motorista caminhoneiro

Escrito por em julho 25, 2021

O que os mantem nas estradas é o amor pela profissão

Neste dia 25 de julho vamos falar um pouco sobre a vida dos motoristas/caminhoneiros que, na boleia das carretas, trucados ou baús, estão os maiores protagonistas das estradas e responsáveis pelo progresso de uma nação.

Os caminhoneiros fazem parte do time que mais movimenta a economia do país. Sem eles, o transporte rodoviário de cargas não existiria. Da matéria-prima ao produto final, praticamente tudo o que consumimos passa em algum momento pelos caminhões.

De Sul a Norte abastecem as populações com itens essenciais e bens de consumo. Os caminhoneiros são tão importantes para o país que chegam a movimentar pelas rodovias mais de 60% dos produtos.

Junto com as responsabilidades vem os prazeres, desafios, perigos, saudade e experiências.

A rotina de trabalho permite pouco descanso. Em média, os caminhoneiros descansam apenas seis ou, no máximo, oito horas por dia, inclusive feriados e finais de semana.  

Muitos passam até dois meses longe de casa, mas dentro de sua casa que é a cabine do caminhão.

Guiando um caminhão pelas estradas do país, sempre tem oportunidade de conhecer novos lugares e culturas. O dia a dia nas estradas também possibilita bons encontros. É possível fazer muitas amizades e trocar conhecimentos. A turma da estrada é bem unida e amiga. Esses são os principais pontos positivos.

Os desafios são muitos. Ganhar dinheiro com o preço atual do frete e do combustível não é fácil. Outro grande desafio é a segurança e a falta de estrutura. Em todo Brasil, está cada vez mais difícil encontrar locais seguros para pernoitar e descansar com tranquilidade.

Falta segurança em todos os sentidos. Sempre é um risco ter a bateria, o pneu ou outras peças roubadas. Não são raros os desaparecimentos de pertences dentro da cabine ou os assaltos aos motoristas. “Já passei por situações complicadas, uma noite, descarregando em um silo na cidade de Santos, o guarda mandou que eu ficasse do lado de fora do local da descarga, quando voltei tinha trocado a guarda e tinha sumido uma carteira com cheques que estava na cabine”, conta um motorista.

A maioria dos profissionais admite que, o que os mantem nas estradas é o amor pela profissão. Apesar das dificuldades, aqueles que gostam de verdade continuam guiando.

A vida de caminhoneiro tem seus pontos positivos e negativos. Quem está na estrada todos os dias alerta para a necessidade de investimentos e melhorias. Para garantir a qualidade de vida de profissionais tão importantes para o país é preciso ouvir quem conta com muitos anos de experiência.

Apoio: Agrimar, Agrovet Saúde Animal, Associação dos Motoristas, Bio Nutri, Cresol, Econativa, Restaurante do Zeca, Dalle Molle Mudas, Nutririva, Atraf, Viprado, Prefeitura de Nova Roma do Sul, Hotel Martello, Posto o Cupim, Super Pneus, Spazzio Sole, Sicoob, Solaris Corretora, Transportadora Ravanello e Vereador Neudi Balancell

Ronei Marcilio


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *