Rádio Solaris

Programa:

Comunicador:

NO AR

até às

Ministros do STJ determinam soltura de Temer e coronel Lima

15/05/2019 08:20

Decisão foi tomada na tarde de terça-feira (14)

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu na terça-feira (14), por unanimidade, conceder uma liminar (decisão provisória) para que o ex-presidente Michel Temer seja solto. Ele está preso preventivamente desde 9 de maio em São Paulo, no âmbito da Operação Lava Jato.

A decisão vale também para o coronel João Baptista Lima, amigo do ex-presidente que é apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como operador financeiro de Temer. Ambos devem ser soltos após comunicação às autoridades competentes. Os ministros do STJ determinaram ainda que, após a soltura, Temer e Lima não podem mudar de endereço, ter contato com outras pessoas físicas ou jurídicas investigadas ou deixar o país, além de ter de entregar seus passaportes à Justiça, caso já não o tenham feito. O ex-presidente ainda ficou proibido de exercer cargos políticos ou de direção partidária.

No julgamento desta terça, prevaleceu o entendimento do relator do habeas corpus de Temer no STJ, ministro Antônio Saldanha Palheiros, para quem o decreto original de prisão foi incapaz de apontar algum ato delitivo recente que justificasse a prisão preventiva do ex-presidente.

No momento, Temer está preso no Comando de Policiamento de Choque da Polícia Militar, na região da Luz, centro da cidade de São Paulo. O coronel Lima encontra-se custodiado em um presídio militar.

Em seu voto, o relator Antônio Saldanha Palheiro disse que além dos fatos que embasavam a prisão serem antigos, Temer não goza mais do prestígio político que tinha, pois "deixou a presidência no início deste ano e não exerce mais cargo de relevo".

Acompanharam o relator os ministros Laurita Vaz, Rogério Schietti e Nefi Cordeiro. O ministro Sebastião Reis Júnior se declarou impedido por já ter atuado em escritório que, no passado, prestou serviços à Usina de Angra 3, que é alvo das investigações que resultaram na prisão de Temer.

No pedido de liberdade ao STJ, a defesa do ex-presdente havia afirmado que ele ?nunca integrou organização criminosa nem praticou outras modalidades de crime, muito menos constitui ameaça à ordem pública?. Os advogados acrescentaram que ele "é um pai de família honrado, que não merece, aos 78 anos de vida, ver-se submetido ao cárcere".

A defesa do coronel Lima, por sua vez, havia alegado que ele deveria ser solto por estar em estado de saúde "gravíssimo e periclitante", sendo portador de diabetes e tendo sido vitimado por dois acidentes vasculares cerebrais recentes, segundo os advogados.

Fonte: Agência Brasil - Felipe Pontes e André Richter

michel temer Coronel Lima habeas corpus

 

Comente esta notícia:

 

20/04/2017 11:01

Prefeito de Nova Pádua reúne-se com Michel Temer

Ronaldo Boniatti esteve em Brasília nesta quarta-feira em busca de recursos para o município

15/09/2017 09:53

Saiba quais são as etapas da segunda denúncia contra Michel Temer

A Câmara dos Deputados decidirá se o Supremo Tribunal Federal poderá ou não investigar o presidente

27/05/2018 22:06

Governo cede e diesel terá redução de R$ 0,46

Diesel terá redução de R$ 0,46 por litro durante 60 dias

AS MELHORES RECEITAS COM CARINHO ESPECIAL. ACESSE:

NOS ENCONTRE NAS REDES SOCIAIS:

;

Avenida Valdomiro Bocchese, 872 . CEP 95250-000, Antônio Prado . RS . Freqüência: 1110 KHz . Potência: 1/0,25 KW

Fone: 54.3293.1110 | Fax: 54.3293.1733 | E-mail: radiosolaris@radiosolaris.com.br

 

Avenida 25 de Julho, 1470 Sala 44 . CEP 95270-000, Flores da Cunha . RS . Freqüência: 89,7 KHz

Fone Geral: 54.3292.5747 | Fone Ouvinte: 54.3292.5758 | Email: radiosolaris897@gmail.com

Voope